Na Porto Seguro, detectar fraudes ficou mais fácil

Na área de seguros, a detecção de fraudes não é tarefa fácil, especialmente quando estamos falando de uma empresa com 5 milhões de clientes, atendidos por 135 escritórios, 20 mil brokers e 10 mil funcionários. Na Porto Seguro, o núcleo de Detecção de Fraudes precisava de uma solução que ajudasse a analisar centenas de milhares de propostas e permitisse detectar fraudes de forma mais eficiente, prevenindo o pagamento por uma falsa solicitação.

O desafio incluia a edição e a criação de regras, a criação de cenários de risco, a capacidade de testar esses cenários e de gravar os processos para o caso de renovações ou reaberturas em futuras requisições.

No sistema, as regras são atômicas e a maioria delas envolve uma única variável. O principal propósito das regras é pontuar um padrão de fraude (também chamado de cenário), usando um valor dado para crescer ou diminuir a pontuação desse cenário. As regras também funcionam como uma pré-condição para novas regras.

Além do acesso a informações sobre os casos (aceito, recusado, aceitos no limite, recusados no limite) houve um enriquecimento da base de dados, com informações adicionais para análise Business Intelligence. Passou a ser possível questionar quais variáveis são (ou não são) mais frequentes em fraudes, por exemplo. Como quesito de segurança, o sistema agora previne que um funcionário explique a um corretor a razão de uma resposta negativa para uma proposta informando dados sensíveis.

Como extensão do projeto, a Stefanini Scala desenvolveu um database multi-dimensional para ser usado com o IBM Cognos no cálculo e entrega de indicadores específicos que darão suporte à descoberta de novos padrões para a detecção de fraudes.

Ferramentas Utilizadas

  • IBM WebSphere Operational Decision Management
  • IBM WebSphere Application Server

Posts Relacionados

No Itaú BBA, o processo de Contratação de Cash ficou mais eficiente

No Itaú BBA, maior banco de investimentos corporativos da América Latina e integrante do grupo Itaú Unibanco, o atendimento a clientes precisa ser feito de forma customizada, dada a complexidade de negócios desses clientes, seus investimentos, fusões, aquisições, financiamentos etc. Para atender de forma personalizada sem perder de vista a eterna necessidade de reduzir custos

Fluxos de Trabalho

Fluxos de exceção deixaram de ser um problema para a TI da Unimed-BH A Unimed-BH está presente na vida de mais de 1,2 milhão de pessoas na Grande Belo Horizonte. Em 13 anos de pesquisas realizadas pelo Instituto Datafolha, conquistou 83% de índice médio de satisfação de clientes. A Unimed-BH conta com mais de 5.500

Segurança nos logons

Muitas senhas de acesso? No Bonsucesso esse não é mais um problema. Quando o Bonsucesso contratou os serviços da Stefanini Scala, seus executivos penavam com dezenas de sistemas legados cujas telas próprias exigiam senhas diferentes. Eis um problema recorrente em muitas empresas: usuários com múltiplos logons e senhas, que nem todo mundo tem facilidade para

Comentários

Deixar um comentário